fbpx

Arquivos do autor: Amauta

Dan e o seu mergulho inca.  Acordamos e pegamos as nossas coisas, e fomos em direção a Santa Teresa. Lugar próximo à hidroelétrica que está próxima a Águas Calientes que é a cidade base de Machu Picchu. Já estávamos perto, muito perto da nossa meta. Aliás, qual seria a nossa meta? Machu Picchu? Cusco? Ou toda a jornada? Percorremos estradas com precipícios, em alguns momentos riachos cortavam essas estradas pelos quais tínhamos que atravessar. A vegetação tornava-se mais verde, o frio de Soraypampa, da lagoa de Humantay e da Abra de Salkantay eram somente boas lembranças. A única coisa que ainda nos acompanhava era a chuva. Nossa fiel companheira. Se teve um apetrecho que pagou o seu preço, foram as capas de chuva de todos nós. Chegamos no povoado de Santa Teresa, onde dormiríamos. Santa Teresa fica a 1.900 m.sn.m. É uma cidade com todas as comodidades, internet, telefonia, luz,…

Leia mais

Lá no alto, o desafiante Salkantay. Os nevados eram apus sagrados para os incas. Respeitavam muito essas montanhas que os proviam de água.  O nevado de Salkantay fica a 6.271 m de altitude e 2540 m de proeminência topográfica. A montanha pertence à Cordilheira de Vilcabamba e é o ponto máximo dessa cordilheira. Quando você está no avião, atravessando a cordilheira, é uma das coisas lindas que pode-se observar. Quando está em terra, parece a Monalisa, não pára de te olhar, parece que está “aquicito no más” como dizem os peruanos, que significa algo como: logo aqui, só que quanto mais se caminha, em direção a ele, parece que ele se isola mais. Acordamos às 4 da manhã com aquela infusão de coca na nossa barraca nos esperando. O guia nos disse que teríamos que subir o Salkantay. Na realidade, subir significava chegar no caminho mais próximo ao Salkantay (a…

Leia mais

Nunca uma subida de uma montanha nos trouxe melhor prêmio do que esse visual da lagoa Humantay.  Fomos acordados às 4 da manhã, a van que iria nos levar a Mollepata estava indo para o nosso hotel. Já na Van, pensávamos como seria essa trilha. Que surpresas nos depararíamos. O legal de tudo isso é que os nossos guerreiros não tinham a mínima ideia do que iria acontecer. Na van conhecemos o Robert, cozinheiro, e o Jhonatan, sobrinho e ajudante. Em Mollepata, o nosso guia Jose Luis nos explicou qual seria a programação do dia. De Mollepata iríamos até Soraypampa, onde teríamos a nossa primeira base de acampamento. Deixaríamos as coisas e de lá subiríamos em direção à Lagoa Humantay. A lagoa Humantay é linda quando vista nas fotos, a água, cor turquesa que é alimentada por um nevado, parecia a nossa atração do dia. Motivados por isso, depois de…

Leia mais

William chegou a Cusco, do Brasil, com escala em Lima, às 6 da manhã. Fomos pegá-lo no aeroporto como a todos os integrantes da jornada. Ele infelizmente teve um percalço e sua mochila, com toda roupa da trilha, não chegou. Ficou em Lima. A trilha para Machu Picchu iniciaria no dia seguinte e a possibilidade de a mochila chegar antes da trilha era remota. Ele precisava comprar roupa para o Caminho a Machu Picchu! Deixamos todos os contatos com a companhia aérea e fomos, com todo o grupo, para dois lugares mágicos: Huasao e Tipón. Huasao se encontra no distrito de Oropesa ao sudeste de Cusco. O governo local teve a grande iniciativa de colocar umas esculturas feitas de resina de personagens da Marvel (Groot) e do Senhor do Anéis (Ents). Essas esculturas foram feitas por um artista local e estão distribuídas ao redor de um lago. As obras parecem que…

Leia mais

Ninguém melhor do que você para saber suas limitações físicas, intelectuais ou dos seus sentimentos. Sob essa afirmação criamos o Caminho a Machu Picchu (CaM). O CaM foi idealizado para ser uma jornada de superação pessoal de todos os participantes imersos numa das culturas mais organizadas e avançadas, no que tange a empreendedorismo, construção, organização, trabalho e espírito cooperativo: a inca. Ao longo da empreitada trabalhamos todos esses conceitos com cada participante, desafiando-o para que ele mesmo pudesse superar suas limitações e temores. Quais são seus maiores medos? De que tamanho é sua coragem? Qual é sua capacidade criativa e inovadora? Como gerir recursos escassos? Como trabalhar em equipe? O quê aprender da cultura inca? Qual é o seu grau de empreendedorismo? São, dentre outras, as perguntas que trabalhamos com os componentes de cada jornada. O CaM foi idealizado para ser algo não convencional, um acontecimento que marcar vidas. Durante…

Leia mais

[cmsmasters_row data_width=”boxed” data_padding_left=”3″ data_padding_right=”3″ data_top_style=”default” data_bot_style=”default” data_color=”default” data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_padding_top=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_shortcode_id=”mr66g4l0q2″][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_border_style=”default” data_animation_delay=”0″ data_shortcode_id=”do52ewvvxr”][cmsmasters_text shortcode_id=”pla7ddp0zk” animation_delay=”0″] Quando idealizamos esse projeto pensamos em como seria encarar os caminhos dos andes peruanos em direção à cidade sagrada, tida hoje como uma das sete maravilhas da humanidade: Machu Picchu. Acabávamos de comentar com uns amigos como seria fazer a caminhada a Santiago de Compostela. Nos perguntávamos: por que esse caminho tinha tanta fama e glamour? Para ser sinceros, não conseguimos chegar na décima página do livro do Paulo Coelho, mas imaginávamos o frisson que a obra causou no mundo todo. Afinal, O Alquimista vendeu mais de 65 milhões de exemplares por algum motivo. Colocamos a cuca para funcionar e, num rápido brainstorming da turma da Amauta, pensamos num caminho igualmente desafiador aqui na América…

Leia mais

[cmsmasters_row data_shortcode_id=”ets7ifcrqw” data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top=”0″ data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_bg_size=”cover” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_position=”top center” data_color=”default” data_bot_style=”default” data_top_style=”default” data_padding_right=”3″ data_padding_left=”3″ data_width=”boxed”][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_shortcode_id=”qy2bq1zll” data_animation_delay=”0″ data_border_style=”default” data_bg_size=”cover” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_position=”top center”][cmsmasters_text shortcode_id=”91t51rhix” animation_delay=”0″]Esse podcast mostra o sentimento da cada um dos participantes da nossa primeira versão da Jornada Caminho a Machu Picchu. Foram 8 dias juntos de percurso, cinco pessoas que não se conheciam entre si, atravessando caminhos, montanhas, ruínas, lagoas, nevados e absorvendo a grandeza da cultura inca.[/cmsmasters_text][/cmsmasters_column][/cmsmasters_row][cmsmasters_row data_shortcode_id=”j48xgqfh3″ data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top=”0″ data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_bg_size=”cover” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_position=”top center” data_color=”default” data_bot_style=”default” data_top_style=”default” data_padding_right=”3″ data_padding_left=”3″ data_width=”boxed”][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_shortcode_id=”tkt2ks052f” data_animation_delay=”0″ data_border_style=”default” data_bg_size=”cover” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_position=”top center”][cmsmasters_html shortcode_id=”78eg4q22jp”]PGlmcmFtZSB3aWR0aD0iMTAwJSIgaGVpZ2h0PSIzMDAiIHNjcm9sbGluZz0ibm8iIGZyYW1lYm9yZGVyPSJubyIgYWxsb3c9ImF1dG9wbGF5IiBzcmM9Imh0dHBzOi8vdy5zb3VuZGNsb3VkLmNvbS9wbGF5ZXIvP3VybD1odHRwcyUzQS8vYXBpLnNvdW5kY2xvdWQuY29tL3RyYWNrcy81NzkyODI1NzkmY29sb3I9JTIzZmY1NTAwJmF1dG9fcGxheT1mYWxzZSZoaWRlX3JlbGF0ZWQ9ZmFsc2Umc2hvd19jb21tZW50cz10cnVlJnNob3dfdXNlcj10cnVlJnNob3dfcmVwb3N0cz1mYWxzZSZzaG93X3RlYXNlcj10cnVlJnZpc3VhbD10cnVlIj48L2lmcmFtZT4=[/cmsmasters_html][/cmsmasters_column][/cmsmasters_row]

[cmsmasters_row data_width=”boxed” data_padding_left=”3″ data_padding_right=”3″ data_top_style=”default” data_bot_style=”default” data_color=”default” data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_padding_top=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_shortcode_id=”u33jvkam97″][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_border_style=”default” data_animation_delay=”0″ data_shortcode_id=”mrd2atzgmr”][cmsmasters_text shortcode_id=”63skv03mf” animation_delay=”0″] No encarte especial sobre educação, do jornal Gazeta do Povo, publicado em 31/09, o nosso associado, Hugo Meza, fala sobre a importância do Ensino à Distância, no ensino superior brasileiro e no processo de democratização do ensino. Para Meza, o EAD abre possibilidades importantes de empoderamento de futuros jovens profissionais. Como apontado nos últimos Censos do ensino superior, a tendência é de crescimento significativo desse segmento, ao contrário da variação de crescimento do ensino presencial. Essa tendência pode ser constatada pelos impactos que as tecnologias para a educação causam nesse meio. Confira a reportagem do jornal. Fonte: Gazeta do Povo [/cmsmasters_text][/cmsmasters_column][/cmsmasters_row][cmsmasters_row data_shortcode_id=”s6yqr393sj” data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top=”0″ data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_bg_size=”cover” data_bg_attachment=”scroll”…

Leia mais

[cmsmasters_row data_width=”boxed” data_padding_left=”3″ data_padding_right=”3″ data_top_style=”default” data_bot_style=”default” data_color=”default” data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_padding_top=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_shortcode_id=”hufr6ohfv3″][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_border_style=”default” data_animation_delay=”0″ data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_shortcode_id=”52g9tppwbu”][cmsmasters_text shortcode_id=”pjd7alkb1b” animation_delay=”0″] Nosso mais novo Podcast do Amauta é sobre Planejamento Financeiro Pessoal. Um dos motivos de pagarmos tão caro pelas coisas e de estarmos sempre endividados, é a falta de conhecimento financeiro mínimo. Preferimos pagar uma parcela que “se adapte ao nosso orçamento” do que calcular o valor real que estamos pagando pelo produto/serviço. Essa cultura do parcelamento desenfreado, a procura por empréstimos e o mau uso dos nossos escassos recursos, fazem com que percamos sempre nessa relação com o sistema financeiro. O resultado é uma população endividada que paga o dobro ou o triplo por um bem parcelado e um maltrato à nossa renda. Não há “economágica”, não há almoço de graça, o dinheiro não…

Leia mais

[cmsmasters_row data_width=”boxed” data_padding_left=”3″ data_padding_right=”3″ data_top_style=”default” data_bot_style=”default” data_color=”default” data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_padding_top=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_shortcode_id=”dud4ltn3ym”][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_border_style=”default” data_animation_delay=”0″ data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_shortcode_id=”9srtmvf10c”][cmsmasters_text shortcode_id=”ultibpe3zp” animation_delay=”0″] O que está acontecendo com o mercado financeiro? Os bancos estão se digitalizando? Como fica a educação financeira nesse contexto? Esses são alguns dos pontos abordados nesse Podcast da Amauta. Nossos convidados são: Douglas Roberto Biscaia, gerente de um importante banco digital e Thiago Sieklicki, Economista Chefe na Equilíbrio Financeiro Finanças Pessoais. Aplicativos: www.guiabolso.com.br economia.uol.com.br [/cmsmasters_text][/cmsmasters_column][/cmsmasters_row][cmsmasters_row data_width=”boxed” data_padding_left=”3″ data_padding_right=”3″ data_top_style=”default” data_bot_style=”default” data_color=”default” data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_bg_parallax_ratio=”0.5″ data_padding_top=”0″ data_padding_bottom=”50″ data_padding_top_laptop=”0″ data_padding_bottom_laptop=”0″ data_padding_top_tablet=”0″ data_padding_bottom_tablet=”0″ data_padding_top_mobile_h=”0″ data_padding_bottom_mobile_h=”0″ data_padding_top_mobile_v=”0″ data_padding_bottom_mobile_v=”0″ data_shortcode_id=”thl43lp74f”][cmsmasters_column data_width=”1/1″ data_border_style=”default” data_animation_delay=”0″ data_bg_position=”top center” data_bg_repeat=”no-repeat” data_bg_attachment=”scroll” data_bg_size=”cover” data_shortcode_id=”kxfl1xh8oa”][cmsmasters_html shortcode_id=”8mli8s498u”]PGlmcmFtZSB3aWR0aD0iMTAwJSIgaGVpZ2h0PSIzMDAiIHNjcm9sbGluZz0ibm8iIGZyYW1lYm9yZGVyPSJubyIgYWxsb3c9ImF1dG9wbGF5IiBzcmM9Imh0dHBzOi8vdy5zb3VuZGNsb3VkLmNvbS9wbGF5ZXIvP3VybD1odHRwcyUzQS8vYXBpLnNvdW5kY2xvdWQuY29tL3RyYWNrcy80NDQ2MTcwNzAmY29sb3I9JTIzZmY1NTAwJmF1dG9fcGxheT1mYWxzZSZoaWRlX3JlbGF0ZWQ9ZmFsc2Umc2hvd19jb21tZW50cz10cnVlJnNob3dfdXNlcj10cnVlJnNob3dfcmVwb3N0cz1mYWxzZSZzaG93X3RlYXNlcj10cnVlJnZpc3VhbD10cnVlIj48L2lmcmFtZT4=[/cmsmasters_html][/cmsmasters_column][/cmsmasters_row]

20/21